Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Centro de Anedotas

É um centro mas dos pequeninos...

Centro de Anedotas

É um centro mas dos pequeninos...

Uma questão de stress.

Reunião semanal da equipa médica do hospital. Na ordem do dia, uma acusação da enfermeira Joana contra o doutor André.
Este ter-se-ia dirigido a ela com termos impróprios.
O director diz:
– Este tipo de atitude é inadmissível neste hospital. O senhor tem algo a dizer em sua defesa?
O médico responde que está envergonhado pelo ocorrido, mas que há circunstâncias atenuantes:
– Deixe-me explicar como aconteceu. De manhã, o meu despertador não funcionou. Quando eu vi as horas, pulei da cama, prendi o pé no cobertor, caí de cabeça no chão e parti o abat-jour. Depois, enquanto fazia a barba, tocou a campainha e eu cortei-me. Era um vendedor de enciclopédias e, para me livrar dele, acabe i por comprar uma de 12 volumes. Quando fui tomar o pequeno-almoço, o meu café, estava frio e as torradas queimadas. Fui para a garagem e escorreguei numa poça de óleo da moto do meu filho. Ao dar à ignição do meu carro, reparei que a bateria estava descarregada. Tive que chamar um electricista que me fez perder uma hora e 20 contos. Eu devia era ter apanhado um táxi porque, ao chegar ao estacionamento do hospital, acabei por bater num outro carro…
O médico pára um instante para recuperar o fôlego e continua:
– Quando finalmente me sentei na minha cadeira, a enfermeira Joana entra e pergunta-me:
– Doutor, acabaram de chegar 72 termómetros. Onde devo enfiá-los?

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.