Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Centro de Anedotas

É um centro mas dos pequeninos...

Centro de Anedotas

É um centro mas dos pequeninos...

Ainda é cedo.

O padre diz à multidão:

 

- Quem quer ir para o Céu, que levante a mão!

Toda a gente levanta a mão menos uma pessoa.

Diz o padre:

- Você aí atrás, não quer ir para o Céu, quando morrer?

- Quando morrer, quero. Eu não sabia era se estava a preparar um grupo para ir já!

A diferença entre o original e a cópia.

Um jovem noviço chegou ao monastério e lhe deram a tarefa de ajudar os outros monges a transcrever os antigos cânones e regras da Igreja. Ele se surpreendeu ao ver que os monges faziam seu trabalho a partir de cópias e não dos manuscritos originais.

Foi falar com o abade e explicou que, se alguém cometesse um erro na primeira cópia, esse erro se propagaria em todas as cópias posteriores. O abade respondeu que há séculos copiavam da cópia anterior, mas que achava bem procedente a observação do noviço.

Na manhã seguinte, o abade desceu até as profundezas da caverna no porão do monastério, onde eram conservados os manuscritos e pergaminhos originais, intocados há muitos séculos.

Passou-se a manhã, a tarde e depois a noite, sem que o abade desse sinal de vida.

Preocupado, o jovem noviço decidiu descer e ver o que estava acontecendo. Encontrou o abade completamente descontrolado, com as vestes rasgadas, batendo a cabeça ensanguentada nos veneráveis muros do monastério.

Espantado, o jovem monge perguntou:

- Abade, o que aconteceu?

- Aaaaaaaahhhhhhhhhh!!! CARIDADE…CARIDADE!!! Eram votos de “CARIDADE” que tínhamos que fazer…. E não de “CASTIDADE”!!!

Artrite.

Num comboio, um padre senta-se ao lado de um sujeito bêbado que, com alguma dificuldade, lê o jornal.
De repente, com uma voz um pouco "empastada", o bêbado pergunta ao padre:
- O senhor sabe o que é artrite?
Irritado, o pároco responde (num tom irado):
- É uma doença provocada pela vida pecaminosa e sem regras; Mulheres, promiscuidade, farras, excesso de consumo de álcool e outras coisas que nem ouso dizer!
O bêbado calou-se e continuou com os olhos fixos no jornal.
Alguns minutos depois, o padre achou que tinha sido muito duro com o bêbado e diz, tentando amenizar:
- Há quanto tempo o senhor está com artrite?

- Eu?... Eu não tenho artrite!!!! Segundo este jornal, quem tem é o Papa !!!

A Confissão

 

Um Padre estava a ser homenageado num jantar, devido aos seus 25 anos de trabalho ininterrupto, à frente duma paróquia.  
 
 Um político da região e paroquiano, foi escolhido para lhe entregar um presente em nome de todos e para proferir umas palavras. Mas atrasou-se...
 
 Então, o próprio homenageado, decidiu proferir umas palavras:  
 
 - A primeira impressão que tive da paróquia, foi como a primeira confissão que ouvi.  Pensei que o Bispo me tinha enviado para um lugar horrível, pois a primeira pessoa que  se confessou, disse-me que tinha roubado uma televisão, que tinha tirado dinheiro aos pais, que também tinha roubado a empresa onde trabalhava, para além de ter aventuras amorosas com as mulheres dos chefes. Noutras alturas também se dedicava ao tráfico e venda de droga, para concluir, ainda me confessou que tinha transmitido uma doença à própria irmã.  
 
 Fiquei assustadíssimo... Mas com o passar do tempo, entretanto, fui conhecendo mais gente que em nada se parecia com aquele homem. Inclusivamente, vivi a realidade de uma paróquia cheia de gente responsável, com valores, comprometida com a sua fé e, assim, tenho vivido, os 25 anos mais maravilhosos do meu sacerdócio.
 
 Neste momento, chegou o político e foi-lhe dada a palavra para entregar o presente dos paroquianos, prestando assim homenagem ao Padre. Depois de pedir desculpa pelo atraso, começou a falar, dizendo:
 
- Nunca vou esquecer o dia em que o Padre chegou à nossa paróquia, pois tive a honra de ter sido eu o primeiro a quem ele confessou...

Explicadinho...

 

- Meu filho, quais são os seus pecados?
- Padre, eu comunguei há três anos.
- Ok, meu filho, e quais são seus pecados?
- Eu comunguei há três anos.
- Está bem meu filho, eu sei que você comungou há três anos. Isso não é pecado! Conte-me os seus verdadeiros pecados...
- Padre, estou lhe dizendo: EU - COMO - UM - GAY - HÁ - TRÊS - ANOS