Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Centro de Anedotas

É um centro mas dos pequeninos...

Centro de Anedotas

É um centro mas dos pequeninos...

Começo dificil

Um advogado recém-formado abriu um escritório num luxuoso prédio no centro da cidade. Depois de alguns dias, irritou-se com a falta de clientes.

 Finalmente viu um homem entrar e rapidamente pegou no telefone, fingindo estar a falar com alguém:

- Ah, foi? E o que é que lhe disseram? Que somos os melhores? Bom, talvez tenham exagerado um pouco. Muito bem, mas não vamos comparecer à sala de tribunal; confiamos esses assuntos à nossa equipa de auxiliares. Está tudo providenciado. Pode deixar que uma das nossas secretárias fica em cima do assunto.

O advogado desligou e voltou-se para o homem.

- Em que posso servi-lo ?

- Em nada. Sou técnico da Telecom e vim ligar o telefone.

Criança não mente

Um destes dias, uma professora da 1a classe decidiu contar a história dos
três porquinhos.
Foi contando até que chegou à parte em que os porquinhos tentavam angariar
materiais para construir as suas casas,
"E então, o primeiro porquinho chegou-se ao pé do carroceiro que
transportava fardos de palha e perguntou: -'O sr. não se importa de me
ceder
um pouco da sua palha para que possa construir a minha nova casa?'" -
contou
ela.
Depois, virando-se para os alunos, perguntou:
"E o que acham vocês que o homem disse?"
 - Acho que disse "Foda-se! Um porco que fala!!" - respondeu uma das
criancinhas.

A amante traída.

O marido chega em casa as 18:00h e diz a mulher que teria uma  reunião à 22:00hs, mas que ele não iria pois considerava isto um absurdo.

Mas a mulher, preocupada com o marido, o convence que o trabalho é importante.

O marido esperto então vai tomar um banho para se preparar e pensa:

'Foi mais fácil do que pensava! ‘

Como toda mulher, quando o homem entra no banho ela revista o bolso do seu casaco e encontra um bilhete onde estava escrito:

“'Amor, estou esperando por você para comermos um pato ao molho branco.·
Com amor,  Sua Sheila.”

Quando o marido sai do banho encontra sua mulher com uma camisolinha transparente, sem calcinha, toda fogosa deitada de bruços. O marido, ao ver aquele corpo a transparência não resiste.

A mulher lhe dá um trato completo e ele, exausto, vira pro lado e adormece.

Quando vai chegando a hora, a mulher acorda o marido, que não quer mais ir a reunião, mas novamente ela o convence da importância do trabalho.

Ao chegar na casa da amante, o cara está arrasado.

Cansado diz a ela que hoje trabalhou muito e que só iria tomar um banho e descansar um pouco.

Como toda mulher, ao entrar no banho ela revista o bolso de seu casaco, e encontra um bilhete onde estava escrito:

“Querida Sheila, o pato foi, mas o molho branco ficou todo aqui.

Beijos, A Esposa.”