Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Centro de Anedotas

É um centro mas dos pequeninos...

Centro de Anedotas

É um centro mas dos pequeninos...

Sinais dos tempos!

Numa estrada, alguns metros antes duma curva, dois frades seguravam um cartaz que dizia "O Fim Está Próximo! Arrepende-te e Volta Para Trás!"
Nisto, passa um carro e eles mostram-lhe o cartaz.
O condutor do automóvel dá uma gargalhada, insulta-os e segue em frente.
Instantes depois ouve-se um grande estrondo para lá da curva.
Diz um dos frades para o outro:
- Olha lá... Se calhar já mudávamos o cartaz e escrevíamos mesmo "A Ponte Caiu", não?

Grande GNR!!!!

Um advogado conduzia distraído, quando num sinal de stop, passa sem parar, mesmo em frente a uma viatura da GNR.
Incitado a parar:
- Ora muito boa tarde... os seus documentos fáchavor...
- Mas porquê sr. guarda? Fiz algo errado?
- Não parou no sinal de stop, ali atrás.
- Eu abrandei... e como não vinha ninguém...
- Exactamente... os seus documentos fáchavor...
- Mas o sr. guarda porventura sabe a diferença jurídica entre parar e abrandar?
- A diferença, é que a lei diz que num sinal de stop, deve parar-se completamente a viatura... documentos fáchavor!
- Ou não, sr guarda. Eu sou advogado e sei as suas limitações na interpretação de texto de lei. Proponho-lhe o seguinte... se conseguir explicar-me a diferença legal entre parar e abrandar, eu mostro-lhe os documentos e o senhor pode multar-me. Senão, vou-me embora sem multa!
- Afirmativo, concordo... pode fazer o favor de sair da viatura sr. advogado?
O advogado desce então da sua viatura, a patrulha da GNR saca dos cacetetes, e aquilo é porrada que até ferve em cima do advogado. Socos de todos os lados, lambadas, pontapés...
O advogado grita por socorro, e implora para pararem... e o GNR pergunta:
- Que que eu pare ou que eu abrande???
- Pare! Pare! Pare!
- Afirmativo... os seus documentos fáchavor???

Café da manhã!

Então Maria como vais? Tudo bem? Há quanto tempo! E como está o teu marido?
– Não soubeste? Morreu há quinze dias!
– Os meus pêsames! E como foi que ele morreu?
– Pedi-lhe para ir buscar ao minimercado um pacote de açúcar, veio um autocarro e atropelou-o!
– Uiii que tristeza! E então que é que tu fizeste?
– Tomei café sem açúcar!

Profissão honrosa!

À porta do céu, um tipo furioso protestava perante o S. Pedro.
– Meu bom santo, o que fiz eu para estar aqui? Tenho 35 anos, estou em plena forma física, não bebo, não fumo, faço uma vida de acordo com as regras dos bons costumes, e agora estou aqui! Certamente houve um engano!
O S. Pedro responde:
– Bom, não é usual nós cometermos erros, mas enfim, vou verificar! Como te chamas?
– Vicente, João Diogo.
– Sim… Profissão?
– Mecânico!
– Ok, cá está a tua ficha. João Diogo Vicente, Mecânico! Tu morreste de velhice!
– De velhice ?! Mas não é possível, eu tenho somente 35 anos…
– Isso eu não sei, mas fazendo as contas a todas as horas de mão de obra que faturaste aos clientes, isso perfaz 123 anos!

Ai, se eu fosse marinheiro...

Era já de madrugada e o telefone toca. O marido atende e, após uns segundos, diz:
- Como quer que eu saiba? Se quer saber isso telefone para a Marinha!
Deitada ao seu lado, pergunta a mulher:
- Quem era amor?
Responde o marido:
- Sei lá! Era um tipo a perguntar se a costa estava livre…

1ª regra de um bom casamento!

Diz o filho ao pai:
- Pai. Vou-me casar !
- Pede desculpa !
- Porquê ?
- Pede desculpa !
- Não estou a entender !...
- Apenas pede desculpa !!!
- Mas pai… Isso não tem lógica…
- Pede-me desculpas agora !! Carago !!!!!!!!
- Prontos… Se é isso que queres… Desculpa-me !...
- Agora que aprendeste a pedir desculpa sem saber o motivo… Estás pronto para te casares…