Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Centro de Anedotas

É um centro mas dos pequeninos...

Centro de Anedotas

É um centro mas dos pequeninos...

O melhor vendedor do mundo!

Uma dona de casa, numa vila, ao atender as pancadas na sua porta…
– Oh de casa, tô entrando!”
Ela depara-se com um homem que entra na sua casa e joga esterco de cavalo no seu tapete da sala.
A mulher apavorada pergunta:
– “O senhor está maluco? O que pensa que está a fazer no meu tapete?”
O vendedor, sem deixar a mulher falar, responde:
– Boa tarde! Eu estou a oferecer ao vivo, o meu produto, e eu provo pra senhora que as nossas máquinas de limpeza são as melhores e mais eficientes do mercado, tanto que vou fazer um desafio: se eu não limpar este esterco do seu tapete, eu prometo que irei comê-lo!”
A mulher retirou-se para a cozinha sem dizer nada.
O vendedor curioso, perguntou:
– “A senhora vai onde? Não vai ver a eficiência do meu produto?”
A mulher responde:
– Vou buscar uma colher, sal e pimenta e um guardanapo de papel. Também um Martini para te abrir o apetite, porque aqui em casa não há electricidade!”

Mãe há só uma...

Toca o telefone… Estou? mãe? Posso deixar os meus filhos contigo hoje a noite?
– Vais sair?
– Vou.
– Com quem?
– Com um amigo.
– Não entendo porque é que te separaste do teu marido, um homem tão bom..
– Mãe! Eu não me separei dele! ELE e que se separou de mim!
– Pois … ficas sem marido e agora sais com qualquer um…
– Eu não saio com qualquer um. Posso deixar ai os meninos?
– Eu nunca te deixei com a minha mãe, para sair com homem que não fosse o teu pai!
– Eu sei, mãe. Há muita coisa que a mãe fez e que eu não faço!
– O que é que queres dizer com isso?
– Nada, mãe ! Só quero saber se posso deixar ai os meninos.
– Vais passar a noite com o outro? E se o teu marido vier a saber?
– Meu EX-marido!! Não acho que se importe, ele não deve ter dormido uma única noite sozinho desde a separação!
– Então sempre vais dormir com o vagabundo!
– Não é um vagabundo!!!
– Um homem que sai com uma divorciada com filhos, só pode ser um vagabundo,um oportunista!
– Não vou discutir, mãe. Posso deixar ai os meninos ou não?
– Coitaditos dos miúdos … com uma mãe assim …
– Assim como?
– Irresponsável! Inconsequente! Por isso é que o teu marido te deixou!
– Chega, mãe!
– Ainda por cima gritas comigo! Aposto que com o vagabundo com quem vais sair, tu não gritas.
– Agora esta preocupada com o vagabundo?
– Eu não disse que era um vagabundo!? Eu percebi logo!
– Tchau, mãe!!
– Espera, não desligues! A que horas é que trazes os meninos?
– Já não vou. Não vou levar os meninos. Também, já não me apetece sair!!!
– Não vais sair? Vais ficar em casa? E estas à espera de quê?! Que o príncipe encantado te vá bater a porta?
Uma mulher na tua idade, com dois filhos, pensas que é fácil encontrar marido? Se deixares passar mais dois anos, vais ficar sozinha a vida toda! Depois não digas que não te avisei! Eu acho um absurdo, na tua idade, ainda precisares que EU te empurre para sair!

Presente ideal

“A minha mulher ofereceu-me pelo meu aniversário um voucher para uma semana, com personal trainer, num ginásio de luxo. O meu personal trainer, a Vanessa, era também instrutora de aerobica de 26 anos e modelo de fatos de banho.

2ª FEIRA: Começo o dia às 6h da manhã. Foi bastante difícil levantar-me, mas tudo mudou quando cheguei ao ginásio e vi a Vanessa à minha espera. Parece uma deusa grega: alta, loira, olhos azuis, uns peitos incríveis e um sorriso enorme, com uns lábios carnudos espetaculares. A Vanessa mostrou-me os diferentes aparelhos e mediu-me o pulso depois de 5 minutos na bicicleta estática. Alarmou-se porque o meu pulso estava muito acelerado, mas eu atribuí a aceleração aos leggings que ela levava vestidos e que lhe realçavam as nádegas. Desfrutei muito vendo-a a dar as classes de aeróbica depois de terminar o meu inspirador dia de exercício. A Vanessa não parou de motivar-me enquanto fiz as minhas flexões, apesar de que me dói a barriga de tanto a meter para dentro (a barriga) cada vez que ela passava ao meu lado.

3ª FEIRA : Um café duplo bem escuro e....pró ginásio! A Vanessa pôs-me a levantar uma barra de metal e depois atreveu-se a pôr-lhe ........pesos! Sinto as pernas debilitadas pela passadeira, mas consegui correr! UM KILÓMETRO COMPLETOOOOOO! O sorriso aprovador da Vanessa e o piscar de olho com cumplicidade fazem com que tudo valha a pena! Sinto-me fantástico....é uma nova vida para mim!!!

4ª FEIRA: A única forma de lavar os dentes foi apoiando a escova no lavatório e mover a cabeça de um lado pro outro por cima dela. Acho que tenho uma hérnia nos peitorais. Conduzir não foi nada fácil: só de travar e dar voltas ao volante faz-me doer até o cabelo...estacionei em cima duma mota. A Vanessa impacientou-se um pouco comigo por considerar que os meus uivos de dor ao levantar os pesos incomodavam ao resto dos sócios do ginásio. A verdade é que a sua voz é um bocadinho aguda a estas horas da manhã, e quando grita torna-se anasalada e muito incómoda. Como ainda não posso correr na passadeira porque me doem os toma*** , a Vanessa pôs-me a fazer steps, de forma que agora também me dói o cú!!! Disse-me que isto me ajuda a pôr-me em forma e a ter uma vida mais saudável: outra das suas tantas estupidezes e promessas.

5ª FEIRA: A Vanessa está à minha espera com esses dentes de vampiro e esse sorrisinho ao estilo “Joker”. Cheguei meia hora tarde....o tempo que demorei em calçar os sapatos!!! A grande besta pôs-me a trabalhar com os aros mas, enquanto se distraiu , pirei-me e escondi-me na casa de banho. Mandou outro instrutor buscar-me e, como castigo, pôs-me a trabalhar na máquina de remar.....evidentemente, afundei-me!!!

6ª FEIRA: Odeio a filha da p*** da Vanessa, muito mais do que a qualquer outro ser humano que já odiei na história do mundo. Estúpida, anoréxica, anémica e desgraçada sem cérebro!!! Se eu tivesse uma só parte do meu corpo que pudesse mexer sem uma dôr agonizante, partia-lhe todos os ossos....pu** que a pariu! Agora diz-me que quer que trabalhe os meus tríceps.....MAS SE EU NÃO TENHO TRÍCEPS !!! E se não quer que eu caia ao chão que não me passe as putas barras ou qualquer coisa que pese mais do que uma folha!!! Desmaiei na bicicleta e quando acordei estava na marquesa da nutricionista, uma magricela filha da p*** que me deu uma enciclopédia de alimentação saudável!!! Obviamente essa cretina nem sonha com o que é morrer de fome!!!

SÁBADO: A anormal da Vanessa deixou-me uma mensagem no voice mail, com essa voz repelente que tem, a perguntar-me que porque não tinha ido hoje ao ginásio. Só de ouvir a voz dela deu-me vontade de partir o telemóvel todo, mas não tinha força suficiente nem para o levantar...nem forças tinha para o comando da televisão, chupei 11 horas seguidas de National Geographic....putos pássaros a esvoaçar de ramo em ramo...

DOMINGO: Hoje fui à igreja, à missa, para agradecer a Deus a semana ter terminado. Ajoelhei-me.......e não me consegui levantar!!! Aproveitei para rezar e pedir que para o próximo ano a minha mulher me ofereça qualquer coisa mais divertida, não sei...do tipo, uma prótese dentária, um cataterismo, um transplante de próstata ou uma colonoscopia 😂😂😂😂

Nó na cabeça!!!!

Alguns anos atrás eu conheci e acabei me casando, com uma viúva, bem conservada, mas que já tinha uma filha crescida.
Mais tarde, o meu pai se casou com a filha da viúva. Então a minha enteada tornou-se minha madrasta e eu virei padrasto do meu pai.
Ao mesmo tempo, eu virei sogro do meu pai e minha esposa virou sogra do próprio sogro.
Depois, a filha da minha esposa, minha madrasta, teve um filho. Este menino é meu irmão uma vez que ele é filho do meu pai… Mas ele também é filho da filha da minha esposa, o que o torna meu neto.
Eu virei, então, avô do meu irmão.
Mas isso não era nada até que eu e a minha esposa tivemos um filho. Agora, a filha da minha esposa, que é irmã do meu filho e também minha madrasta, tornou-se avó do próprio irmão.
Meu pai, casado com a irmã do meu filho, acabou virando cunhado do próprio neto.
Eu sou cunhado da minha madrasta, minha esposa é tia da própria filha, meu filho é sobrinho do meu pai.

Um novo conceito.

Um homem vai ao quarto do filho para lhe dar boa noite. O rapaz está a ter um pesadelo.
O pai acorda-o e pergunta-lhe se ele está bem.
O filho responde que está com medo porque sonhou que a tia Susana havia morrido.
O pai garante que tia Susana está muito bem e manda-o de novo para a cama.
No dia seguinte a tia Susana morre.
Uma semana depois, o homem volta ao quarto do filho para lhe dar boa noite.
O rapaz está a ter outro pesadelo e desta vez diz que sonhou que o avô havia morrido.
No dia seguinte o avó morre.
Uma semana depois, o homem vai de novo ao quarto do filho para lhe dar boa noite.
O rapaz está novamente a ter um pesadelo.
Desta vez o filho responde que sonhou que o pai havia morrido…
O pai garante que está muito bem e manda-o de novo para a cama.
No dia seguinte ele está apavorado. Tem certeza de que vai morrer.
Sai para o trabalho e conduz com o maior cuidado para evitar uma colisão.
Não almoça com medo de veneno; evita as pessoas, com medo de ser assassinado, tem um sobressalto a cada rua… Ao voltar para casa, ele encontra a esposa e diz:
– Meu Deus… Tive o pior dia de minha vida !
E ela responde, toda chorosa:
– Achas que o teu dia foi pior?!?… E o meu chefe, que morreu hoje de manhã assim que chegou ao escritório!
Moral da história:

Há momentos em que ser corno é um alívio e não um problema.

Por 50 euros...

No balcão de um banco:
– Bom dia, queria levantar 50 euros.
– Aqui no balcão só a partir de 200 euros… Tem de ir ao multibanco.
– Mas eu não sei trabalhar com isso.
– Então tem de vir outro dia e o meu colega ensina-lhe.
– Está bem, então queria levantar 200 euros.
– Aqui estão, deseja fazer mais alguma operação ?
– Sim. Queria depositar 150 euros…

Diário de uma condutora.

5 de Janeiro
– Passei no exame de condução! Posso agora conduzir o meu próprio automóvel, sem ter de ouvir as recomendações dos instrutores, sempre a dizerem-me “por aí é sentido Proibido!”, ” Vamos em contra-mão!”,”Olha a velhinha! Trava! Trava!” , e outras coisas do género. Nem sei como aguentei estes últimos três anos e meio…

8 de Janeiro
– A Escola de Condução fez-me uma festa de despedida. Os instrutores nem sequer deram aulas. Um deles disse que ia à missa, julgo que vi outro com lágrimas nos olhos e todos disseram que iam embebedar-se, para comemorar. Achei simpática a despedida, mas penso que a minha carta não merecia tal exagero.

12 Janeiro
– Comprei carro, infelizmente tive que deixar o carro no concessionário, para substituir o pára-choques traseiro, quando tentei sair, meti marcha a atrás em vez de primeira. Deve ser falta de prática. Há uma semana que não conduzo!

14 Janeiro
– Já tenho o carro. Fiquei tão feliz ao sair do “Stand”, que resolvi dar um passeio. Parece que muitos outros tiverem a mesma ideia, pois fui seguida por inúmeros automóveis, todos a buzinar como num casamento. Para não parecer antipática, entrei na brincadeira e reduzi a velocidade de 10 para 5 à Hora. Os outros gostaram buzinando ainda mais.

22 Janeiro
– Os meus vizinhos são impecáveis. Colocaram posters a avisar em grandes letras ” ATENÇÃO ÁS MANOBRAS “, marcaram com tinta branca um lugar bem espaçoso para eu estacionar e proibiram os filhos de sair à rua enquanto durassem as manobras. Penso que é tudo para não me perturbarem. Ainda há gente boa neste mundo…

31 de Janeiro
– Os outros automobilistas estão sempre a buzinar e acenar-me. Acho isso simpático, embora um bocado perigoso. É que um deles apontou para o céu com o dedo espetado. Quando procurei ver o que me apontava, quase bati. O que valeu é que ia á minha velocidade de cruzeiro de 10 à Hora.

10 de Fevereiro
– Os outros automobilistas têm hábitos estranhos. Para além de acenarem muito, estão sempre a gritar. Não os ouço, por ter os vidros fechados, mas julgo que me querem dar informações. Digo isto porque julgo ter percebido um a dizer ” Vai para Casa “. A ser verdade, é espantoso. Não sei como ele adivinhou para onde eu ia. De qualquer modo, quando eu descobrir onde fica o botão de abrir os vidros vou tirar muitas dúvidas.

19 de Fevereiro
– A Cidade é muito mal iluminada. Fiz hoje a minha 1ª condução nocturna e tive de andar sempre nos máximos, para ver convenientemente. Todos os automobilistas com quem me cruzei pareciam concordar comigo, pois também ligaram os máximos e alguns chegaram mesmo a acender outros faróis que tinham. Só não percebi a razão das buzinadelas. Talvez para espantar algum cão ou gato. Sei Lá.

26 de Fevereiro
– Hoje tive um acidente. Entrei numa rotunda, e como havia muitos automóveis (não quero exagerar, mas deviam ser, no mínimo, uns quatro ), não consegui sair. Fui dando voltas bem juntinho ao centro, à espera duma oportunidade, de tal forma que acabei por ficar tonta e fui chocar com o monumento ao centro da rotunda. Acho que deviam limitar a circulação nas rotundas a um carro de cada vez.

3 de Março
– Estou em maré de azar. Fui buscar o carro à oficina e, logo á saída, troquei os pés, acelerando a fundo em vez de travar. Abalroei um carro que ia a passar, amassando-lhe todo o lado direito. O automobilista era, por coincidência, o engenheiro que me fez o exame de condução. Um bom homem, sem dúvida. Insisti em dizer-lhe que a culpa era minha, mas ele educadamente, não parava de repetir: ” Que Deus me perdoe! Que Deus me perdoe!”.

Má comunicação!

Dois caçadores caminhavam na floresta quando um deles, subitamente, cai no chão com os olhos revirados. Não parecendo estar a respirar. O outro caçador pega no telemóvel, liga para o serviço de emergência e diz:

‘O meu amigo morreu! O que eu faço?’

Com voz pausada, o que atendeu explica: ‘Mantenha a calma. A primeira coisa a fazer é ter certeza de que ele está morto’.

Vem um silêncio. Logo depois ouve-se um tiro. A voz do caçador volta à linha. Ele diz: “Ok. E agora?”.